Filha de uma família simples, nascida em Colatina, no Espírito Santo, cresceu em Vila Velha, próxima a capital do estado, no bairro Nossa Senhora da Penha.

Até hoje é muito querida e conhecida nesta região, por sua atuação e engajamento ao ajudar pessoas em diversos problemas sociais, por puro prazer sem nunca pedir nada em troca.

Trabalhou durante muito tempo como secretária executiva e também como assessora na câmara municipal de Vila Velha, cidade onde ficou muito conhecida por atuar diretamente com o público no atendimento de suas demandas.

Aos 25 anos decidiu ir para a Itália, em busca de suas raízes e novos horizontes.

No início, como a maioria dos brasileiros que vão para a Europa, trabalhou em “subempregos”, tendo sido empregada doméstica e até mesmo trabalhando na colheita de azeitonas. Durante 10 anos trabalhou em um “Pub” fazendo o atendimento ao público do estabelecimento.

Desde sua chegada na Itália, buscou suas origens e travou uma verdadeira batalha pelo reconhecimento de seu direito de nascimento, a cidadania italiana, o que foi extremamente difícil, por ter que usar a lei 379, conhecida como “Lei Trentina”, e também pela época em que isto aconteceu (1994-2002). A documentação teve que ser preparada oito vezes no total. Inúmeras conversas com ministério, comune e questura foram necessárias. Foi uma época de trabalhos difíceis e pouco dinheiro.

Por sua natureza comunicativa e perseverante, no decorrer deste árduo processo, fez amizade com muitas pessoas influentes no burocrático universo da obtenção da cidadania italiana diretamente na Itália. Incontáveis vezes acabou usando esta influencia para ajudar brasileiros que chegaram à Itália em busca do mesmo sonho, mas que por carecerem de conhecimento e experiência, entraram em apuros, sem cobrar nada por isto.

Após este período difícil de sua vida, teve a sua cidadania italiana reconhecida e em seguida foi eleita vice-presidente da “Consulta Immigrati” do comune di Terni, conseqüentemente aumentando sua rede de contatos com pessoas ligadas ao processo de cidadania.

Por sugestão das próprias autoridades do comune, oficializou sou trabalho fundando a “Agenzia disbrigo pratiche Tia Lei” que oferece serviços de agilização de processos de cidadania italiana e está devidamente registrada no comune di Terni.

A Agência Tia Lei tem a seguinte estrutura organizacional:

Tia Lei - Cirlei Lorenzutti
Responsável pelo gerenciamento da equipe, também responsável pela entrada das diversas etapas burocráticas do processo de cidadania e é a pessoa chave nos contatos com as autoridades italianas ligadas ao trâmite.

© Copyright 2008 - Agenzia disbrigo pratiche Tia Lei - todos os direitos reservados